Quem é Quem

Quem é Quem

  • O CAL comunica o falecimento do seu antigo sócio Carlos Bastos

    Ocorrido em Abril, apenas agora tomou o CAL conhecimento do falecimento deste seu antigo sócio que durante muitos anos participou na vida do clube e em variadas competições nacionais e internacionais. Construtor exímio, dedicou-se especialmente à modalidade de voo livre. Converteu-se ao rádio-controlo, mas continuou sempre fiel aos planadores e moto-planadores. Ainda no tempo do AeCP, criou o Troféu Tuisca, que tinha a originalidade de oferecer um brevet de planadores a quem ficasse em primeiro lugar na prova. O Tuisca, nome…

    Read More Read More


  • José Pereira Baptista ( 1918 – 2011 )

    José Pereira Baptista está ao lado das figuras que, nas décadas de 50 e 60, mais contribuíram para o engrandecimento do CAL, para o desenvolvimento do Aeromodelismo de competição e do ensino da modalidade nas Escolas. Fez parte da Direcção do Clube, em 1953, quando tudo estava no início e era, portanto, mais difícil de conseguir, foi mestre na concepção de modelos e dispositivos, atingiu nas competições desportivas de voo livre os mais altos níveis de classificação e exerceu funções…

    Read More Read More


  • João Alves da Silva ( Curriculum aeromodelístico )

    João Silva, enquanto concorrente, foi sempre sobretudo piloto de corridas e a sua actividade desportiva, nos anos 60, consta da seguinte lista: 1960 – XI Campeonato Nacional – equipa João Silva/Bento, 2.º em Corridas 1960 – VIII Campeonato de Lisboa – equipa João Silva/Pedroso, 3.º em Corridas 1960 – XII Campeonato Nacional – equipa João Silva/Bento, 3.º em Corridas 1961 – IX Campeonato de Lisboa – equipa João Silva/Bento, 2.º em Corridas 1962 – Taça Outono 62 – equipa João…

    Read More Read More


  • João Alves da Silva ( 1932 – 2010 )

    João Alves da Silva, sócio n.º 282 do CAL, fez parte da equipa do Centro Técnico de Aeromodelismo da MP, que funcionava na Rua Almeida Brandão, na então chamada Casa da Mocidade. Uma das suas tarefas, como técnico, era a da escolha e teste dos materiais e ferramentas a fornecer aos 33 Centros de Aeromodelismo que funcionavam nas várias Escolas Secundárias do País. Como era muito exigente nessa escolha o seu maior gozo era o de “arrombar” com todos os…

    Read More Read More


  • António Barata ( Curriculum aeromodelístico )

    Provas, nos anos 50 e 60, que mostram bem a actividade competitiva: 1956 – IV Campeonato de Lisboa – 2.º em Acrobacia e 2.º em Motomodelos 1956 – VII Campeonato Nacional – 2.º em Acrobacia 1958 – IX Campeonato Nacional – 3.º em Acrobacia 1959 – Campeão Nacional de Acrobacia 1960 – II Critério de Lisboa – 1.º em Acrobacia 1960 – XI Campeonato Nacional – 2.º em Acrobacia 1960 – VIII Campeonato de Lisboa – 4.º em Velocidade, 1.º…

    Read More Read More


  • António Barata (1920-2008)

    Poucos meses depois de ter ingressado no CAL como sócio n.º 43, António Augusto da Silva Ramos Barata concorre ao VII Campeonato Nacional, que se realiza em Junho de 1956, e obtém o 2.º lugar em Acrobacia. Neste primeiro ano da sua actividade, destaca-se ainda como vencedor em Acrobacia, no Concurso do IV Aniversário do CAL, e conseguiu um 2.º lugar no IV Campeonato de Lisboa. No ano seguinte vence os espanhóis, também em Acrobacia, no III Campeonato Ibérico. Logo…

    Read More Read More


  • António Alves Bento ( Curriculum aeromodelístico )

    António Alves Bento ( Curriculum aeromodelístico )A actividade desportiva de António Bento, nos anos 50 e 60, pode resumir-se nesta notável lista: 1952 – Integra a primeira saída dos sócios do CAL, para Alverca, em 2 de Novembro, com o modelo de voo circular Vandiver, equipado com o seu motor Bentex. 1953 – Treina no Aeroporto de Lisboa com o seu modelo protótipo de voo circular Bentix. 1953 – Setembro, no Torneio Intersócios de Voo Circular, comemorativo do 1.º Aniversário…

    Read More Read More


  • António Alves Bento (1921-2010)

    Em 1952, estávamos ainda a preparar a criação do CAL, passei pela Rua do Ouro e, metendo o nariz, como era habitual, nas montras laterais do “Biagio Flora” para espreitar novos materiais de aeromodelismo que, porventura, tivessem chegado, deparei com um novo motor de marca Bentex. Fiquei atónito, eu que me prezava de conhecer todas as marcas de motores de aeromodelismo existentes, desde as checoslovacas até às canadianas, mas Bentex não fazia parte da minha lista. Entrei e perguntei ao empregado, nosso conhecido,…

    Read More Read More


  • Ruy Miranda (1929-1987)

    Tivemos vários excelentes especialistas de motores, mas um dos mais conhecedores, rigoroso e criativo foi, sem dúvida, Ruy Henrique Lopes Miranda. Dos seus muitos trabalhos nesta área podemos destacar a concepção e construção de um motor a dois tempos de 10 cm3, de excelentes características, que lhe permitia obter elevadas marcas na categoria de Velocidade III. Contado por ele próprio, construiu um motor a gasolina aos 15 anos de idade! Como “depois de o construir, era necessário encontrar um aproveitamento”,…

    Read More Read More


  • Pereira Lima ( 1936 – 1988 )

    Pereira Lima. De seu nome completo Manuel António Pereira Lima, foi um dos grandes mestres do Aeromodelismo Ibérico. Tal como tantos outros aeromodelistas do seu tempo iniciou-se na modalidade através da Mocidade Portuguesa, na Escola Técnica de Setúbal. Como era hábito, o aluno era conduzido através dum processo evolutivo racional. Primeiro, os planadores; depois, os modelos de motor de “borracha”, para só depois passar ao voo circular. Este aproximação tinha a grande virtude de fazer os alunos aprenderem a construir….

    Read More Read More


  • António Janeiro ( 1925 – 1971 )

    António João da Rosa Janeiro, sócio n.º 19 do Clube de Aeromodelismo de Lisboa, foi também um dos praticantes dos primeiros tempos do CAL, que pode ser visto em diversas fotos da época publicadas neste site. Foi, sobretudo, um entusiasta do voo circular, tendo sido um dos pioneiros na prática de corridas FAI (com um dos modelos mais famosos da época – o “Miss FAI”) e de voos com motores de jacto (pulso-reactor, no caso, com o “Dyna Jet”). Mas, onde o…

    Read More Read More


  • Carvalho Marques

    Sócio n.º 33 do CAL, José de Carvalho Marques foi um dos seus principais obreiros, tendo também contribuído, em muito, para o desenvolvimento do Aeromodelismo no país. Consideram-se acções mais relevantes as que exerceu nos domínios do ensino da prática do aeromodelismo, da organização de provas e da promoção da modalidade. São, assim, de relevar as suas contribuições seguintes: Como Instrutor e primeiro responsável pela Escola de Aeromodelismo que, com o apoio da DGAC, o CAL fazia funcionar todos os…

    Read More Read More